Tag Archives: Retro

Mini Geladeira USB

18 nov

Pra que levantar até a geladeira se você pode ter uma mini-geladeira ao lado do seu computador? A mini-geladeira retrô funciona conectada a uma porta USB. Em 5 minutos ela atinge 8°C. Possui um LED azul na parte interna e não requer qualquer instalação, totalmente plug & play. Ela tem 4 metros de cabo USB, pesa 365g e tem 19,5 x 9 x 8 cm, o suficiente para caber uma latinha. Custa em torno de R$80, aqui.

 

Polaroid Z340

11 nov

É fantástico quando são relançados produtos, que em algum momento da história, foram referência. A Polaroid Z340, não veio para competir com a maquina digital convencional, mas sim, para ser uma opção à mais aos amantes de fotografia, no melhor estilo groupies do Outkast, no clássico clipe Hey Ya.

Desde o lançamento da câmera Polaroid Land em 1948, a primeira câmera instantânea, a Polaroid (tipo de plástico para polarizar a luz, patenteado originalmente em 1929) Corporation fundada em 1937 por Edwin Land teve seu momento de glória, passou por batalhas de patente com a Kodak, até quando em 2001 pediu ajuda à um fundo de falências dos Estados Unidos. Quase todos os ativos da empresa (incluindo o nome “Polaroid”) foram vendidos ao Bank One.

Em março de 2010, o “Projeto Impossível” anunciou o relançamento de filmes instantâneos para as câmeras Polaroid antigas. A Polaroid se dedica atualmente à impressoras fotográficas instantâneas e a máquinas fotográficas retrô como a Polaroid Z340, que têm um sensor de 14 megapixels. A máquina possui uma autonomia para tirar e imprimir, num papel especial, 25 fotos. A tela LCD de 2,7 polegadas, um flash e uma entrada para um cartão de memória do tipo microSD também estão presentes nessa edição da Polaroid.

A Polaroid Z340 custa $299,99, aqui. E um pacote com 30 folhas de papel fotográfico da ZINK , $19,99.

Tibet 2011/12 Football Shirts

7 nov

O Tibet é uma região localizada ao sudoeste da China fazendo fronteira com a Índia, Mianmar, Butão e Nepal que ao longo da história, sofreu com a ocupação de diversos povos e impérios. Hoje em dia, o Tibet não é um país independente. Sua seleção de futebol não é membra da Confederação Asiática de Futebol, muito menos da Fifa. Seu primeiro jogo “oficial” da história, contra a Groenlândia,  foi bem longe de seu território, na Dinamarca, cujo o governo Chinês ameaçou romper todas as transações comerciais, caso esse jogo acontecesse.

Bom, o jogo aconteceu, o Tibetanos exilados perderam, mas ficaram orgulhosos em fazer o seu histórico primeiro gol. Tudo isso foi registrado pelo documentário “The Forbidden Team”. Na época, em 2001, o fornecimento de material esportivo à seleção do Tibet foi feita pela marca dinamarquesa Hummel, por ninguém querer se envolver num caso tão complicado. Isso se repetiu em 2010, quando a Coréia do Norte, país que passa por um forte embargo econômico, chegou a Copa do Mundo e teve sérias dificuldades de conseguir um fornecedor esportivo para jogar o campeonato de futebol mais importante do mundo. Na última hora acabou sendo suportada pela “desconhecida” marca italiana Legea.

Em 2012, a Seleção Tibetana vai ter um belo visual para disputar seus jogos proibidos. A COPA, marca fundada em 1998, quando um viciado em futebol começou a produzir uma pequena colecção de camisas de algodão retrôs assinou um contrato com a Tibetan National Football Association. Suas lindas camisas vão se misturar com a coleção COPA que é constituída por camisas retrô, jaquetas e calças, camisetas e moletons temáticos, bolsas recicladas, bolsas de couro, bolas de futebol e relógios. As camisas da Seleção do Tibet pode ser encontrada em sua linda flagship store, em Amsterdam, ou em seus vários revendedores on-line por $100.

 

 

Pantofola d’Oro Lazzarini

30 out

De fato, existem milhares de saudosistas no futebol. “Ah, o futebol antes era muito melhor do que hoje em dia.” Garrincha, Fabio Capello, Johan Cruyff, Jürgen Klinsmann, Roberto Mancini, Marco Van Basten, Dino Zoff jogavam o verdadeiro futebol. Eu nao vi eles jogarem. Talvez o Klinsmann. Mas se isso for verdade, nada mais justo que a chuteira que eles usavam ser a verdadeira chuteira .

Em 1886, o velho italiano sapateiro Lazzarini, morador de Ascoli Piceno, provavelmente não imaginou aonde suas criações iriam parar. Quando o seu filho lutador descobriu que todas suas sapatilhas de competição eram desconfortáveis ​​e inadequadas, decidiu fazer suas própria sapatilhas de wrestling. Muito mais suave e mais confortável do que as que ele estava acostumado a usar. Virou uma febre entre os lutadores. Sapatilhas hand-made feita “de um lutador para outro”. Logo, porque não produzir para o time de futebol local, o Ascoli Calcio 1898. Rapidamente as chuteiras ficaram conhecidas por sua incrível maciez, a que dava espaço para os pés dos jogadores se moverem, ao mesmo tempo dando controle de bola excepcional. O segredo: Couro de Vitela. Muito mais leve e ergonômico.

A chuteira Pantofolo d’Oro Lazzarini SG (Soft Ground) tem um design atemporal, feito de K-Leather. O couro de canguru é flexível e proporciona ao jogador, sentir melhor a bola. Pesa 280g. E custa €130. Nas cores preta, amarela, azul, branca, marrom e vermelha. Na opção de travas para campo duro, campo misto e campo fofo. Com certeza, você irá  dar os mesmos dribles do Garrincha.