Tag Archives: Inglaterra

Ireland 2011/12 Football Shirts

21 nov

A Umbro é, atualmente, uma das fornecedoras de material esportivo mais queridas pelos colecionadores de camisas de futebol. Além das camisas serem lindas e exclusivas, inovando e respeitando as tradições do clube, as camisetas são de incrível qualidade e principalmente, são resistentes. Seja ao longo de anos de uso, de 324134209 lavagens ou mesmo, resistindo à guarda-roupas.

A Humphreys Brothers Clothing (Humphreys Brothers) empresa foi fundada em 1924, logo se estabelecendo nas proximidades de Manchester. Depois de trabalhar em várias  alfaiatarias, Harold Humphreys e seu irmão Wallace, tiveram a ideia de aproximar a alfaiataria ao, na época, promissor mercado do sportswear. O pulo do gato da Umbro, foi quando consquistou popularidade em 1934, fornecendo kits para os dois times finalistas da FA Cup, Portsmouth e Manchester City. Dai pra frente, a Umbro se tornou muito popular na terra da rainha, patrocinando times populares, as seleções do Reino Unido (Escócia, Irlanda do Norte, Gales) e a Seleção Inglesa de Futebol por quase 50 anos, apenas com uma interrupção na década de 70 pela também inglesa Admiral.

Voltando às suas raízes, a Umbro fez seus kits para times e seleções sob a luz da alfaiataria. A coleção chama-se “Tailored by Umbro” uma alusão a peças feitas por alfaiates. A FAI (Associação Irlandesa de Futebol) foi “presentada” com uma linda coleção nas cores de sua bandeira: Verde, uma tradição gaélica representando os cristãos. Laranja, de Guilherme de Orange representando os protestantes e o Branco representando a paz entre os dois povos. São 3 camisas e 1 camisa rosa comemorativa para o Outubro Rosa, que combate ao câncer de mama. O patrocínio na camiseta Irlandesa é apenas para camisas comercializadas, já que a FIFA não autoriza patrocínio em camisas nos jogos entre seleções. A camisa tradicional verde ganhou detalhes degradê. O mesmo verde da camisa 2 da Alemanha, que a homenageou graças ao amistoso entre os dois times durante a unificação alemã, quando as seleções recusavam-se a disputar partidas contra os alemães.

As foto acima, são da Umbro Store em Dublin, na Irlanda.

Fuller’s Organic Honey Dew

12 nov

No início do século XIX os cervejeiros Douglas e Henry Thompson e Philip Wood, graças à crise,  foram obrigados a procurar um parceiro. Foi quando John Fuller, injetou dinheiro na cervejaria em 1829. Logo a parceria foi dissolvida e ficou claro, que um homem sem experiência em cervejas não podia tocar uma cervejaria razoavelmente grande. Foi quando o filho de John Fuller, John Bird Fuller, junto com John Turner e Henry Smith, com larga experiência em cervejarias, formaram a Fuller Smith & Turner, como é conhecida até hoje.

Ao longo dos anos, a empresa foi aglomerando pubs e mais pubs. Hoje, são vários os Fuller’s pubs pela Inglaterra oferecendo suas cervejas. São 14 rótulos permanentes e mais algumas cervejas sazonais. Na linha de frente, a Fuller’s London Pride é sinônimo de tradição e vendas, mesmo com a forte crise que atingiu os pubs ingleses. Isso se deve à proibição de fumar dentro dos pubs e a forte concorrência de preços dos supermercados. Mas os negócios da Fuller’s cresceram graças ao investimento nas cozinhas e na infra-estrutura dos pubs, enquanto as multinacionais cervejeiras parecem não se importar com os bares.

Um dos sucessos da marca é a Fuller’s Organic Honey Dew, a cerveja orgânica mais conhecida do mundo. Com 5% de teor alcóolico e um paladar suave, tem um aroma levemente adocicado de mel. Impressionantemente refrescante, é a bebida pra você beber de frente pro mar, talvez com um limão para aguçar o sabor natural da própria cerveja. Diferente das cervejas que puxam pro doce, ela é muito equilibrada, refrescante como uma Lager e nada enjoativa. A Honey Dew é feita com maltes e lúpulos ingleses, e claro, com mel orgânico, que está tornando-se escasso na Inglaterra. Observando isso, a Fuller’s está trabalhando com o Royal Botanic Gardens para que as abelhas voltem aos jardins ingleses. Um programa para incentivar os consumidores da cerveja a cultivar abelhas em seus jardins foi criado, tudo com respaldo da Fuller’s. A combinação da Fuller’s Organic Honey Dew deve ser feita com um belo espaguete à carbonara, filés de peixes e frutos do mar.

Acima, alguns Pubs londrinos. Para ver a relação completa de Fuller’s Pub em torno da Inglaterra, clique aqui.

Startech Range Rover Evoque 2012

9 nov

A empresa alemã Startech é pertencente ao Grupo Brabus, preparadora oficial dos carros Mercedes-Benz. O programa de aprimoramento, Startech Refinement, consegue melhorar os trabalhos excelentes da inglesa Land Rover.

primeiro Land Rover foi apresentado em 1948, concebido com uma simplicidade brilhante com uma robustez e durabilidade inigualáveis. A Land Rover tem vindo, durante a sua vida, a ser controlada por diversas empresas do ramo automóvel, como a British Leyland, British Aerospace, BMW e a Ford. Recentemente, em 2008, a Land Rover foi adquirida pela indiana Tata Motors, junto com a Jaguar. Mas os veículos continuam a ser fabricados em Solihull, perto de Birmingham, na Inglaterra.

O Startech Range Rover Evoke foi apresentado no Dubai International Motor Show 2011. O projeto têm rodas 21 polegadas, suspensão rebaixada em 35 milímetros, escapamento esportivo e interior totalmente personalizado. Além disso, a Startech desenvolveu uma linha de parachoques, saias laterais e spoilers. Além do visual, as mudanças prometem melhorar o comportamento dinâmico do carro, reduzindo a tendência de flutuação em velocidades mais altas, melhorando a estabilidade direcional, o que é muito bom para um SUV. Também está previsto um upgrade para o motor 2.0 a gasolina, que rende originalmente 240 cv.

Para ver as fotos das etapas da preparação do carro, clique aqui.

Chris Sneesby’s Archipod

3 nov

Você precisa de um tempo sozinho e não é claustrofóbico? O engenheiro britânico Chris Sneesby resolveu um grande problema do mundo moderno. Ele inventou um ambiente propício para o trabalho criativo, meditação e inovação. Fácil de manter organizado e limpo, esse casulo pode transformar até a pessoa “nada criativa” num Steve Jobs, ou apenas deixar uma pessoa socialmente hiperativa ouvir o barulho da sua respiração.

O  interior do Archipod transmite uma sensação de espaço que desmente suas dimensões externas compactas. O quadro é construído em madeira, e revestido com telhas de cedro vermelha ocidental. As paredes são duplas, com isolamento, rebocadas e pintadas. Não tem custura ou juntas visíveis por dentro. Uma janela circular de aço inoxidável oferece uma visão para o exterior, podendo-se adicionar quantas janelas forem desejadas. O travamento da porta, que parece uma asa de gaivota, é assistida por um pistão de ar. Ele é totalmente climatizado por dentro e tem um teto solar que pode ser aberto. Luzes reguláveis e tomadas estão previstas no casulo. Como opcional, fica o piso, a iluminação e os móveis para escritório. O archipod custa na faixa de £12.000 a £15.000.

Veja aqui, a entrevista com Chris Sneesby sobre a sua invenção.